Entenda
MP de Bolsonaro dribla a Globo e beneficia Flamengo e outros clubes

Publicado em 18/06/2020 18:35

Foto/Divulgação


Do Estado de Minas - Uma medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta quinta-feira permitirá que os clubes do país possam controlar os direitos de transmissão das partidas em que forem anfitriões. A medida acaba dando poder às equipes e cria um embate com a emissora que detém os direitos de veicular os jogos de campeonatos no país. 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Isso significa que um clube pode negociar com uma determinada emissora de TV para que seus jogos como mandantes sejam transmitidos, mesmo que o adversário tenha acerto com uma outra emissora. Atualmente, as emissoras só podem transmitir uma partida se tiver acordo com os dois clubes que vão jogar.

Segundo a MP, o clube mandante também tem o direito de veicular suas partidas pelos seus canais nas redes sociais: “Pertence à entidade de prática desportiva mandante o direito de arena sobre o espetáculo desportivo, consistente na prerrogativa exclusiva de negociar, autorizar ou proibir a captação, a fixação, a emissão, a transmissão, a retransmissão ou a reprodução de imagens, por qualquer meio ou processo, do espetáculo desportivo”, diz o texto. 

Leia Também:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Precisando de dinheiro? 9 dicas para fazer um empréstimo pessoal online seguro

7 Sinais evidentes de que seu relacionamento está chegando ao fim

10 alimentos que seu filho não deve comer e que você deve dar atenção

Em 2018, o Palmeiras não chegou a acerto com a Globo e assinou contrato com a Turner, que no Brasil veicula as partidas na Esporte Interativo – os paulistas depois negociaram com a emissora de Roberto Marinho para que seus confrontos fossem transmitidos pela TV aberta. Outros que seguiram o mesmo caminho foram Athletico, Santos, Fortaleza e Internacional. 
 
Na atual temporada, o Flamengo é outro a não chegar a acerto com a Globo na transmissão do Campeonato Carioca. Tanto é que o duelo com o Bangu, no retorno da competição depois de três meses, não será veiculado pela televisão. 


COMPARTILHAR NO WHATSAPP