Saiba
Ardência ao urinar: o que pode ser? Veja as 5 causas mais comuns e que você deve ficar atento

Publicado em 20/10/2020 18:51 - Atualizado em 20/10/2020 18:51

Foto/Reprodução


Da Unimed - A dor ou ardência ao urinar pode indicar problemas urinários, tais como infecção por fungosinfecções sexualmente transmissíveis ou alergia a algum produto. Por isso, é importante consultar um médico quando essa ardência se mantém por mais de 2 ou 3 dias. Dessa forma, é possível identificar a causa e iniciar o tratamento adequado. Veja abaixo quais são as 5 principais causas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

1. Infecção urinária

A infecção urinária é a causa mais frequente e mais comum da ardência ao urinar. Este tipo de infecção acontece com maior frequência nas mulheres, devido a alguns fatores, como a proximidade da uretra com o ânus (o que favorece a entrada de bactérias no canal da urina). Mas, também pode acontecer no homem, especialmente quando existe má higiene íntima ou quando há pratica de sexo anal sem preservativo. Nos idosos, especialmente entre aqueles com problemas de próstata.

Leia Também:    10 coisas que são muito comuns e aumentam os riscos de câncer

Sintomas da infecção urinária

  1. Queimação;
  2. Sensação de bexiga sempre cheia (dificuldade para esvaziar a bexiga);
  3. Febre baixa;
  4. Urina com cheiro forte;
  5. Mal-estar geral;
  6. Dificuldade para segurar o xixi.

2. Candidíase

candidíase surge quando existe um crescimento excessivo de fungos na região íntima e, normalmente, é acompanhada da sensação de ardência ao urinar. Este excesso de fungos é mais frequente nas mulheres devido à umidade constante na região, mas também pode acontecer por enfraquecimento do sistema imune (sistema de defesa do organismo), após resfriados ou após usar antibióticos, por exemplo.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Sintomas da candidíase

  1. Coceira intensa na região íntima;
  2. Vermelhidão;
  3. Corrimento esbranquiçado;
  4. Ardência ao urinar;
  5. Desconforto durante o contato íntimo.

3. Pedras nos rins

O cálculo renal, popularmente conhecido como pedras nos rins, surge a partir da formação de uma massa sólida composta por pequenos cristais que atrapalham o funcionamento do sistema urinário. Nestas circunstâncias, a urina apresenta quantidades em excesso de cálcio, oxalato e ácido úrico.

Leia Tambem: Conheça 12 bancos que oferecem conta corrente digital e gratuita [sem taxas]

Sintomas das Pedras nos rins

  1. Sangue na urina;
  2. Náuseas e vômitos;
  3. Ardência ao urinar;
  4. Dor intensa no final das costas;
  5. Cólica perto da região genital;
  6. Idas exageradas ao banheiro, mesmo sem expelir muita urina.

Falamos aqui sobre como evitar pedras nos rins. Confira nosso post para saber mais.

4. Infecções sexualmente transmissíveis (IST)

As ISTs também são uma das principais causas da ardência ao urinar. É possível contrair estas doenças por meio da relação sexual sem preservativo e quando esta ocorre com vários parceiros.

Sintomas das ISTs

  1. Corrimento amarelado com cheiro fétido;
  2. Sangramento;
  3. Dor ao urinar;
  4. Coceira e feridas na região genital (úlceras).

5. Pequenas feridas no órgão genital

O aparecimento de pequenas feridas na região genital pode causar irritação, que é agravada quando se urina, causando dor ou ardência ao urinar, podendo vir acompanhadas de sangramento. É mais frequente nas mulheres, devido à fricção que acontece durante o contato íntimo, mas também pode acontecer no homem.

6. Uso de produtos de higiene íntima

Existem vários produtos que podem ser usados na região íntima. Porém, alguns destes produtos podem provocar alergia ou até desequilibrar o pH, ocasionando a ardência ao urinar. Nestes casos, a ardência pode ser acompanhada de coceira constante e vermelhidão na região íntima, principalmente, quando o produto é utilizado.

Como proceder para descobrir a causa?

Como vimos, a dor ou ardência ao urinar é um sintoma e não uma doença. Portanto, o tratamento é estabelecido de acordo com o diagnóstico da doença que esteja causando o sintomaUm profissional médico pode solicitar exames para entender a causa e iniciar o tratamento com o paciente.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Nos casos de suspeita de infecção urinária em mulheres, sem outras doenças associadas ou outras complicações, o tratamento pode ser iniciado mesmo sem a realização de exames complementares, sob orientação médica.

3 formas de evitar ardência ao urinar

Mudar seus hábitos é o melhor conselho para prevenir quaisquer doenças, inclusive, se você estiver com dor ao urinar. Por isso, coloque em prática as dicas abaixo!

1. Beba muito líquido:

O consumo de água, chás e sucos (sem adoçar) colaboram para a limpeza do seu organismo, uma vez que ajudam a eliminar bactérias. O ideal é a ingestão de no mínimo 2 litros de água por dia. Deve-se, entretanto, ter o cuidado de não tomar qualquer tipo de chá, pois algumas plantas podem ser nocivas à saúde, podendo causar doenças no fígado ou nos rins. Na dúvida, consulte seu médico sobre quais tipos de chás você pode tomar.

2. Não segure a urina:

Fazer xixi, sempre que o desejo surge, permite a eliminação das bactérias presentes no sistema urinário, evitando que elas se acumulem e se multipliquem, reduzindo assim o risco de infecção. O ato de fazer xixi “lava” o canal da urina (uretra), “arrastando” as bactérias presentes no trato urinário e eliminando-as do organismo. Por isso, não segure sua urina.

Os médicos também recomendam urinar logo após a relação sexual, para eliminar bactérias que podem ter entrado na uretra. Não se recomenda o uso de espermicidas ou duchas de banho para lavar a região genital, principalmente pelas mulheres, pois isto pode favorecer a entrada de bactérias no canal da urina, aumentando o risco de infecção urinária.

3. Consuma alimentos ricos em vitamina C:

O consumo de alimentos ricos em Vitamina C melhora a função imunológica e colabora para tornar a urina mais ácida, reduzindo o crescimento de bactérias.


COMPARTILHAR NO WHATSAPP