Brasil
Cantora é assassinada dentro de casa em Minas e caso é cercado de mistério
Ainda conforme as autoridades, características do crime apontavam que o homicídio tinha ocorrido há algum tempo.

Publicado em 29/10/2020 17:35

Foto/Reprodução


Do BHAZ - Mais um caso de feminicídio assombra Minas Gerais. Uma mulher de 36 anos foi assassinada dentro da própria residência em Uberaba, no Triângulo Mineiro. O companheiro dela foi o responsável por acionar a polícia na noite dessa terça-feira (27). Através do advogado, o homem – que é procurado pela polícia – informou que a mulher perdeu a consciência ao ser empurrada por ele e cair no chão.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O relato do homem, no entanto, não bate com o que a Polícia Militar encontrou na casa situada no bairro Nossa Senhora da Abadia.

Os militares acharam Franciane Costa Simioni Dourado de Oliveira com quatro perfurações na porta da cozinha. Mais ninguém foi encontrado na casa – inclusive o companheiro dela, que assumiu a autoria do homicídio ao advogado.

Segundo os militares, a cantora e corretora de imóveis apresentava quatro perfurações na região do tórax. Ainda conforme as autoridades, características do crime apontavam que o homicídio tinha ocorrido há algum tempo. Foram encontrados uma faca, um celular, um crachá e a carteira de identidade do companheiro da vítima, além de um cartão de saúde e a CNH de Franciane.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Criança

Com o crime, uma criança com cerca de sete anos fica sem a mãe. O menino também não foi encontrado pelos militares. Vizinhos afirmaram à polícia que eles constituíam uma família discreta.

Mais cedo, ontem, um morador da região contou que ouviu Franciane discutindo com o filho. O garoto teria dito, conforme o relato: “Quero meu pai, quero meu pai”. Esse residente saiu da casa e quando, voltou, por volta das 19h, não escutou nada mais.

O companheiro da cantora tem uma moto prata e é procurado pela polícia. “A Polícia Civil de Minas Gerais informa que instaurou inquérito para apurar o homicídio.

O suspeito, ex-companheiro da vítima, não foi localizado. As investigações seguem em andamento pela Delegacia Especializada de Homicídio”, diz a corporação, por nota.

Franciane Simioni

Polícia recebeu denúncia de advogado do suspeito e encontrou vítima já sem vida (Arquivo pessoal/Franciane Simioni)

O BHAZ conseguiu conversar com o advogado do suspeito, responsável por avisar a polícia do assassinato. O defensor não quis passar o próprio nome completo e afirmou que o cliente vai se apresentar às autoridades ainda hoje. Durante breve entrevista, o advogado relatou apenas que o homem estava muito nervoso quando avisou o crime, ontem, que ainda vai “construir a cena do crime” com o cliente e não soube passar detalhes da relação dele com Franciane.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Publicação

Às 16h45 de ontem, foi publicada uma mensagem enigmática no perfil de Franciane. “Às vezes, não há nenhum aviso. As coisas acontecem em segundos. Tudo muda. Você está vivo. Você está morto. E as coisas continuam. Somos finos como papel. Existimos por acaso”, diz a frase do poeta alemão Charles Bukowski, estampada na publicação.


COMPARTILHAR NO WHATSAPP